Little Havana

domingo, 28 de julho de 2019
A vantagem de Miami ser multicultural é que conseguimos ter uma ideia do que serão alguns países latinos sem sair muito do mesmo sítio.
A zona de Little Havana é mesmo esse exemplo. É um bairro geograficamente situado muito perto de Brickell onde reina a cultura Cubana.

Podem ir de carro, mas não existe estacionamento gratuito. Nós como mais uma vez estávamos na zona de Brickell, apanhámos o trolley (transporte gratuito) até lá.
A rua principal e mais turística deste bairro é a rua 8, ou melhor dito, a Calle Ocho. Apesar do bairro ser extenso, esta acaba por ser a rua principal e a que atrai mais os turistas.
Sem caminhar muito nesta rua consegue ter-se uma ideia do que é a cultura cubana.
Está cheia de lojas, restaurantes e tascos onde reina a gastronomia típica cubana e onde é possível em alguns sítios ouvir música cubana ao vivo.
Como é óbvio eu provei a comida típica mas vou deixar-vos essa experiência para outro post.
Ao longo de toda a rua o que não faltam são estátuas de galos mas também não estranhem se encontrarem galos e galinhas a sério a passearem pela rua. Outras zona de interesse turístico, mas sobretudo local, é um parque onde os reformados se encontram para jogar dominó. Se algum turista quiser jogar deve educadamente pedir autorização.
Também podem encontrar a rua da fama, muito parecida à que existe em Hollywood, com o objetivo de homenagear alguns artistas latinos. E já que estamos no tema de homenagens, também é na Calle Ocho que encontram o Memorial Cubano para os soldados cubanos que estiveram presentes e lutaram na Invasão da Baía dos Porcos em 1961.
Quem quiser comprar recordações também não faltam lojas para esse efeito. E podem aproveitar e comprar os famosos charutos cubanos. Existem até algumas fábricas que podem ser visitadas.
Eu pessoalmente gostei muito de visitar esta zona. Entrei em alguns supermercados para ver alguns dos produtos típicos e comprei café para trazer para Portugal. Ainda não o provei, mas posso já dizer que o que bebi por lá era bastante bom.
Aconselho-vos a visitar este bairro porque não se perde muito tempo e dá para ficar com uma ideia dos costumes cubanos. E a verdade é que quando não está assim tão bom tempo, Miami tem mais atrações do que apenas fazer praia!











Sem comentários:

Publicar um comentário