Festa Cinco de Mayo na primeira pessoa

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Aqui por casa sempre que viajamos gostamos de planear bem as coisas. Mas, caso não seja possível, gostamos de fazer nem que seja só uma pesquisa rápida sobre o local para onde vamos.
Miami já é um destino que conhecemos e por isso já sabíamos por alto os locais que queríamos voltar a ver e até conhecer alguns que não tivemos oportunidade.
Fiz só uma pesquisa rápida sobre os locais de interesse e desta vez procurei por atividades que ocorressem nos dias que iríamos estar por lá.
E foi nessa pesquisa que descobri que o dia 5 de Maio é uma data comemorativa muito festejada. Ao que parece foi no dia 5 de Maio de 1862 que o exército Mexicano deu cabo da França na batalha de Puebla. E, apesar de este dia não ser o dia da independência, continua a ser muito festejado. Mas a verdade é que quem o festeja são sobretudo mexicanos que vivem fora do México.
Em Miami vários locais se vestiram a rigor para festejar a data e os festejos duraram o fim de semana inteiro. Vimos que iriam haver festas em várias zonas mas escolhemos ir a uma festa na zona de Brickell.
A festa foi durante o sábado, dia 4 e o domingo, dia 5. A entrada não era gratuita mas os bilhetes VIP davam direito a uma margarita gratuita em cada dia, copos reutilizáveis, colares comemorativos e uma espécie de garrafa em neoprene para manter as bebidas frias.
Estávamos bastante entusiasmos para a festa. E a expectativa alta que tínhamos não foi descabida. O recinto não era gigante. Tinha um Lounge VIP, tinha várias barracas onde serviam comida e bebidas, tinham um ring de wrestling, palco para musica, zona de photobooth e mesas espalhadas para as pessoas se poderem apoiar.

As portas abriram às 14:00h nos dois dias, no sábado fecharam às 02:00h e no domingo às 22:00h. E podem já estar a pensar o que é que as pessoas fazem durante esse tempo todo.
Lá está! Isso foi o que mais gostei na festa. É que é tudo muito dinâmico. Tivemos direito a espetáculos de wrestling com um anão a atirar t-shirts no final, campeonatos para ver quem comia mais tacos, musica mexicana ao vivo, campeonato para ver quem aguentava mais tempo a dominar aquelas vacas mecânicas e DJs a animar e a orientar as pessoas à medida que as diferentes atividades se iniciavam.

Gostei muito do conceito da festa e recomendo a quem visitar os Estados Unidos nesta altura do ano que procure uma festa do 5 de Mayo e pode ser que valha tanto a pena como esta nos valeu!














Sem comentários:

Publicar um comentário